Portal das Cachoeiras- Outros Destinos -Nascente Do Rio São Francisco

Outros Destinos - Nascente Do Rio São Francisco

História

O rio São Francisco, popularmente conhecido por “Velho Chico”, nasce na Serra da Canastra (Minas Gerais). Possui uma extensão de 2800 quilômetros e atravessa os estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas. 

O rio São Francisco desemboca no Oceano Atlântico e possui vários rios afluentes em sua bacia hidrográfica: Abaeté, das Velhas, Paraopeba, Jequitaí, Paracatu, Verde Grande, Urucuia, Carinhanha, Corrente e Grande.

O São Francisco possui uma grande importância econômica na região por onde passa, pois, é usado para navegação (em alguns trechos), irrigação de plantações e pesca. Em função desta importância, existe um projeto do governo federal que pretende fazer a transposição do rio para que as águas possam atingir regiões que sofrem com a seca nordestina.

O rio São Francisco também é uma importante via de transporte de mercadorias na região. Os principais produtos transportados, em embarcações especiais, são: sal, arroz, soja, açúcar, cimento, areia, manufaturados, madeira e alguns minérios. Há também o transporte de turistas, pois o passeio pelo rio é muito procurado. 

Descrição

A nascente fica num lindo vale a 1300 metros de altitude e a 6 km da portaria 1 pela estrada que atravessa todo o Parque. Uma placa de pedra indica o lugar onde o "velho Chico" começa a longa viagem de quase 3000 quilômetros até o litoral do Nordeste. A nascente não está claramente definida, mas é formada por dois pequenos córregos que surgem no meio de um charco. É um lugar singelo, com um pequeno capão de mata, uma ponte de madeira sobre o rio e, além da placa, uma trilha de pedras que leva até o monumento erguido na época da criação do Parque: um cercado de pedras emoldurando uma estátua de São Francisco. Aos pés da imagem é reproduzida a famosa oração numa placa de granito.

Como Chegar

O trajeto a partir de São José do Barreiro é de 35 km (só ida) por estrada de terra em razoável estado de conservação. 

Demais Informações

- É cobrada taxa de entrada.
- Horário de visitação: Diariamente, das 08:00h às 16:00h e saída até às 18:00h, no horário de verão, saída até às 19:00 horas. 
- Levar em consideração a época de visitação. Na época da seca, a estrada é razoavelmente boa e é possível fazer tranquilamente a visita com veículos baixos, na época das chuvas, a estrada piora e a dificuldade aumenta.
- Quer descontos em Cachoeiras, Hotéis, Pousadas, Pacotes Turísticos, Esportes de Aventura, Cursos de Mergulho e muito mais? Clique aqui e saiba mais sobre o programa SÓCIO PDC...

Comentários