Portal das Cachoeiras- Cachoeiras -Buraco Do Padre

Cachoeiras - Buraco Do Padre

História

O nome Buraco do Padre está relacionado à história dos jesuítas que estiveram no local. Com a finalidade de converter almas para o Cristianismo, os jesuítas trabalhavam com os índios da tradição Umaitá na região dos Campos Gerais e com os índios da tradição Umbu. O nome Buraco do Padre deve-se ao costume dos padres jesuítas dirigirem-se ao alto do platô para concentração, meditação ou descanso.

Descrição

Um dos locais mais belos que já vi. A trilha até a cachoeira é bem feita e muito bonita, em um determinado ponto existe uma pequena concentração de areia com água cristalina e a cada novo passo na trila aumenta a expectativa da chegada. Um pouco antes da entrada do Buraco do Padre, há duas pequenas quedas d’água onde é possível se banhar. São quedas pequenas, mas as pedras que as cercam e que obrigam as águas a passarem por elas tornam as quedas ainda mais belas. Por um momento você fica frustrado, pensando se realmente é só aquilo o tão famoso Buraco do Padre. A entrada do Buraco se parece com uma enorme caverna onde caem gotas de água do teto devido à umidade do local. Há também uma fenda entre os paredões que separa um morro do outro. Já na entrada dessa caverna é possível ver a queda da cachoeira por entre um buraco no paredão. A vista é encantadora! Uma abertura na base da furna onde se pode ver o céu e os raios de sol que entram e iluminam o buraco. A cachoeira é formada através de um buraco no paredão e sua queda é de aproximadamente 43 metros. É possível tomar banho, porém não é fundo, mas a melhor parte é ficar debaixo da queda e sentir o peso da água nas costas. Na frente da cachoeira tem uma pequena concentração de areia e várias pedras, uma delas parecida com uma mesa, muito boa para organizar o lanche! Após sair da caverna, é possível ver o buraco e a cachoeira pelo lado de cima, por uma pequena trilha antes da entrada na caverna. Ela não é muito clara, mas é possível ter uma noção do caminho e então é só subir alguns poucos metros. Quando enfim no topo, irá chegar a um dos morros da fenda e para passar ao outro é necessário atravessar uma pequena tábua de madeira. A distância não é grande entre a fenda, mas os menos corajosos (como eu) ficarão com medo de atravessar. Depois de passar pela fenda e subir um pouquinho mais pelas rochas avista-se a abertura da furna e pela beirada através de uma plataforma de pedra se pode ver todo o lado de dentro através de outro angulo. A vista é tão bonita quanto de baixo e mais atrás corre o Rio Cerradinho que forma a cachoeira.

Como Chegar

Ao sair do parque de Vila Velha, continue pela BR-376, sentido Ponta Grossa. Após nove quilômetros, vire à direita em uma estrada de terra, entre as empresas Makita e Cargil. Percorra dez quilômetros. Ao chegar ao asfalto, siga à direita por mais seis quilômetros. Uma placa indicará o acesso ao Buraco do Padre, distante mais cinco quilômetros. Sua entrada fica a esquerda por entre uma cerca de arame e não há uma placa indicando caminho sua localização exata, deve-se apenas seguir o caminho até onde der.

Demais Informações

- Entrada gratuita; 
- Visitação de quarta a domingo das 8h às 18h;
- Perigo de atolamento em dias de muita chuva;
- De Curitiba passa-se por dois pedágios de R$ 6,40 e R$ 9,20 reais respectivamente. (Atualizado em Julho/2013). 
- Quer descontos em Cachoeiras, Hotéis, Pousadas, Pacotes Turísticos, Esportes de Aventura, Cursos de Mergulho e muito mais? Clique aqui e saiba mais sobre o programa SÓCIO PDC...

Avaliação Portal das Cachoeiras:
- Nota Final:
9.1
- Beleza:
10
- Banho:
8
- Tamanho:
7
- Facilidade Acesso:
6
Comentários